Jornal Paroquial

 

Edição de Maio de 2010

 

Editorial

 

O mês de maio soa aos nossos ouvidos como uma conjugação de ternura e bondade, mês que evoca as mães e nos remete a Maria, a mais sublime das mães.
Para Maria, em quem Deus pôs sua graça, seu amor e seu Filho, voltam-se os olhares e as canções das crianças, quais anjos do céu, e as preces confiantes dos que a coroam, neste mês, como a coroou a Santíssima Trindade, como Rainha do céu e da terra, depois de sua assunção ao céu.

Se coroando sua imagem, invocamos Maria para que interceda por nós junto do seu Filho, como intercedeu pelos noivos de Caná da Galiléia, dela, porém, queremos, neste mês, antes de tudo, aprender suas virtudes, assunto no qual ela é mestra e modelo.

Podemos dizer que Maria foi a criatura humana na qual as virtudes encontraram o seu mais perfeito acabamento, e que revestiu-se delas de tal modo que são suas virtudes o seu mais belo e rico adorno. Nela, como num ramalhete de rosas, encontram-se as diversas virtudes que testemunham a gratuidade do dom de Deus e sua cooperação na obra de redenção da humanidade.

Quando somos criticados por homenagear Maria, por coroar Maria, por gostar de Maria, por amar Maria, não nos esqueçamos de que o primeiro que a homenageou, a coroou, dela gostou, o primeiro que a amou foi Deus. E se Deus nos manda amar a todos, até aos inimigos, muito mais devemos amar Maria, que nos trouxe o Salvador. E se temos dúvida de como devemos amar Maria, amemo-la como Jesus a amou. Cremos que ninguém amou mais Jesus que Maria e ninguém amou mais Maria que Jesus. E se desejamos saber para onde nos levará o amor a Maria, escutemo-la dizer suas últimas palavras na Escritura: "Fazei tudo o que ele vos disser"(Jo 2,5). O amor a Maria nos leva a amar mais Jesus. Ele é a meta, ela é apenas seta.

Amemos Maria imitando suas virtudes. Agradeçamos-lhe nos ter dado Jesus e o exemplo de como o seguir.

Que sua vida espiritual, estimado leitor, seja como a minha: Tudo por Jesus e nada sem Maria!...

 

Matérias

 

> Ministérios Ordenados

> O que é um Congresso Eucarístico?

> Crer sem ver

> O Padre Responde: “Por que o padre não pode se casar, se jesus cristo escolheu para chefe da igreja, pedro, que era casado?”

> Santíssima Trindade: A melhor comunidade

> EJC na fazendinha do Padre Israel

> As solenidades da Ascensão e de Pentecostes

 

Rindo a Toa


O SARGENTO E O RAPAZ:

Disse o sargento a um grupo de subalternos:

- Quero todos a pé caminhando em direção a mata, vamos cortar e trazer um pouco de lenha.

Um dos rapazes perguntou:

- Senhor, posso ir com a motosserra?

- Eu disse e repito: todos a pé!!!

 

REFLEXÃO DE UM ESTUDANTE:

- Quanto mais estudo, mais sei. Quanto mais sei, mais esqueço. Quanto mais sei, menos sei. Então, pra que estudar?

 

PENSE BEM ANTES DE FALAR - AQUI VAI ALGUNS EXEMPLOS -

 

01. Planos ou projetos futuros.

· Por acaso há planos para o passado?

02. Criar novos empregos.

· Alguém consegue criar algo para o passado?

03. Habitat natural.

· Todo habitat é natural.

04. Conviver juntos.

· É possível conviver separadamente?

05. Sua autobiografia.

· Se é autobiografia, já é sua.

06. Sorriso nos lábios.

· Já viu sorriso no umbigo?

07. Goteira no teto.

· Goteira no chão é impossível.

08. General do Exército.

· Sé existem Generais no Exército.

09. Brigadeiro da Aeronáutica.

· Só existem Brigadeiros na Aeronáutica.

10. Almirante da Marinha.

· Só existem Almirantes na Marinha.

11. Manter o mesmo time.

· Pode-se manter outro time?

12. Labaredas de fogo.

· De que mais as labaredas poderiam ser?

13. Pequenos detalhes.

· Existem grandes detalhes?

14. Despesas com gastos.

· Despesas e gastos são sinônimos.

15. Encarar de frente.

· Tem como encarar de costas ou de lado?

16. Monopólio exclusivo.

· Se é monopólio já é total ou exclusivo.

17. Ganhar grátis.

· Alguém ganha pagando?

18. Países do mundo.

· E de onde mais poderiam ser os países?

19. Exultar de alegria.

· Você consegue exultar de tristeza?

20. Erário público.

· Erário é tesouro público, só erário já basta.

 

Fonte: Almanaque, Ecos Marianos. P.134

 

> Edição Abril 2010

 

 

 

 

 

 

<< Voltar

 

 

free counters