A genealogia define a identidade de Jesus

 

 

Meu querido leitor continuando a nossa reflexão do o evangelho de São Mateus vamos agora dar inicio ao primeiro capitulo do evangelho temos o prólogo a nova história de Israel que inicia com Jesus que é rei e salvador. Em Jesus  continua e chega ao apice  toda a historia de Israel.

No capitulo MT 1,1-17 O Evangelho começa com uma “genealogia”. Essa palavra significa apenas uma lista de antepassados. Mateus conta a história dos pais, avos, bisavós e tataravôs de Jesus.

A genealogia define a identidade de Jesus. Ele é o "filho de Davi e filho de Abraão" Como filho de Davi, ele é a resposta de Deus às expectativas do povo judeu 2Sam 7,12-16. Como filho de Abraão, é uma fonte de bênção para todas as nações Gn 12,13. Judeus e pagãos vêem suas esperanças realizadas em Jesus.

Na sociedade patriarcal no tempo dos judeus, as genealogias traziam nomes somente de homens. O evangelho de Mateus surpreende o fato de que Mateus coloca cinco mulheres entre os antepassados de Jesus: Tamar, Raab, Rute, a mulher de Urias e Maria. Por que Mateus escolhe precisamente estas quatro mulheres como companheiras de Maria?  Isso nos questiona muito, pois nenhuma rainha, nenhuma matriarca, nenhuma juíza, nenhuma das mulheres lutadoras do êxodo. Por quê esses nomes aparecem no seu evangelho

Podemos notar que na vida destas quatro mulheres companheiras de Maria existe algo deferente anormal. As quatro são estrangeiras, conceberam seus filhos fora dos padrões normais e não satisfaziam às exigências das leis da pureza do tempo de Jesus. Tamar, uma Cananéia, viúva, se vestiu de prostituta para obrigar o patriarca Judá a ser fiel à lei e dar-lhe um filho Gn 38,1-30.

Raab, uma Cananéia de Jericó, era a prostituta que ajudou os israelitas a entrar na Terra Prometida Js 2,1-21. Rute, uma Moabita, viúva pobre, optou para ficar do lado de Noemi e aderiu ao Povo de Deus Rt 1,16-18.

Tomou a iniciativa de imitar Tamar e de ir passar a noite na eira, junto com Booz, forçando-o a observar a lei e dar-lhe um filho. Da relação entre os dois nasceu Obed, o avô do rei Davi Rt 3,1-15; 4,13-17.

Betsabea, uma Hitita, mulher de Urias, foi seduzida, violentada e engravidada pelo rei Davi, que, além disso, mandou matar o marido dela 2Sm 11,1-27. O modo de agir destas quatro mulheres estava em desacordo com as normas tradicionais. No entanto, foram estas iniciativas que deram continuidade à linhagem de Jesus e trouxeram a salvação de Deus para todo o povo. Tudo isto nos faz pensar e nos questiona quando damos demasiado valor à rigidez das normas.

Este cálculo de 3 x 14 gerações no evangelho de Mt 1,17 tem um significado simbólico. Três é o número da divindade. Quatorze é o dobro de sete. Sete é o número da perfeição. Por meio deste simbolismo Mateus exprime a convicção dos primeiros cristãos de que Jesus apareceu no tempo estabelecido por Deus. Com a sua chegada a história alcançou o seu pleno cumprimento.

Jesus é o Messias anunciado pelas escrituras e esperado pelo povo ao longo de toda a história nos vr 1,1 mostra que Jesus  é filho de  Abraão o herdeiro de Davi. Jesus é o ungido de Deus.

A identidade de Jesus é confirmada pelo testemunho das escrituras podemos perceber isto em vários versiculos como em 4,15-16; 11,4; 12,40; 13,14-15 que lembra o servo de Israel Mt 8,17; 12,16-21. O Messias é rei 2,2;215 é um rei pobre como anunciou o Zacarias Zc 9,9.  Jesus é o Evangelho da Justiça vr 3,15; 5,6; 10,20; 6,1.33; 21,32 Jesus nasce no ambiente de um homem justo humilde vr 1,19.

Qual a mensagem que você descobre na genealogia de Jesus? Você encontrou resposta para as perguntas que este texto apresenta?

Meu querido leitor convido a você que vá refletindo conhecendo um pouco mais este evangelho leia sempre a Bíblia  deixe ser iluminado pela palavra de Deus.

 

Ir Francisca Romana da Costa

Missionária Serva do Espírito Santo

 

 

 

 

 

 

<< Voltar

 

 

free counters