Quem é o novo pároco?

 

O novo Pároco da Paróquia Nossa Senhora do Carmo é o Pe. Donizete Antônio de Souza, filho de Virgilio Martins de Souza e de Lazara cândida de Souza, nascido aos 08 de outubro de 1957, natural de Cristais.

Fez seus primeiros estudos em Cristais no Grupo Escolar “Pe. Celso Pinheiro”, primeiro e segundo anos e no Grupo Escolar “Antero Maia”. O curso ginasial foi feito no Ginásio Esatual “Dr Osmar Bicalho”. Começou a trabalhar desde os dez anos de idade, como balconista numa Farmácia e em um Bar em Cristais. O segundo grau foi feito no Colégio Agrícola “Diaulas Abreu”, em Barbacena. Em 1976 interrompeu o segundo grau para servir o Exército no 11º Batalhão de Infantaria, de São João del Rei. Durante o curso em Barbacena participou de grupo de Jovens e era um dos responsáveis pela organização da Missa todos os domingos no Colégio. No 11º Batalhão, como soldado do Exército, auxiliava o capelão nas celebrações dominicais da Missa.

Terminado os estudos foi para Belo Horizonte onde trabalhou como recepcionista no Hospital Nossa Senhora Aparecida, mantido pelas Obras Sociais da Paróquia de São Paulo. Em 1978 perdeu o emprego por causa da enfermidade de seu pai que veio a falecer no dia 28 de setembro do mesmo ano. Voltando à Belo Horizonte passou por um período desempregado e depois foi trabalhar no Banco Nacional e assumiu o cargo de professor de Práticas Agrícolas na Escola Estadual “Ari da Franca”, no Bairro santa Mônica, trabalhando ao mesmo tempo nos dois empregos.

Em Belo Horizonte participava também de Grupo de Jovens, com reuniões todos os finais de semana e da dominical na missa, pela qual o grupo era responsável pela organização e pelo canto litúrgico.

Em 1980 passou a participar dos encontros vocacionais promovidos pela Pastoral Vocacional da Arquidiocese de Belo Horizonte, incentivado por um ex-seminarista da mesma Arquidiocese. Estes encontros tinham como orientador o Pe. Alberto Taveira Correa, hoje Arcebispo de Belém, no Pará. Em 1981, orientado pelo referido padre, com 23 anos de idade entra para o seminário como seminarista da Diocese de Oliveira, acolhido pelo saudoso Dom Antônio Carlos Mesquita. No dia 01 de fevereiro de 1981 chegou ao Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre, onde já estudava o Pe. Antônio Carlos (Pe. Carlinhos) para cursar filosofia. Durante algum tempo os seminaristas de Oliveira foram acolhidos em Pouso Alegre pelo então e saudoso Arcebispo Dom José D’Ângelo Neto. Terminado o curso de filosofia, foi cursar teologia em Caratinga, no seminário Diocesano Nossa senhora do Rosário, acolhidos gentilmente por Dom Hélio Gonçalves Heleno, bispo daquela diocese. Em 1987 conclui o curso de teologia.

Ainda durante o curso de teologia, em 1985, no dia 17 de janeiro, ele, juntamente com seu colega de curso Pe. Antônio Carlos receberam os Ministérios de Leitor e Acólito, durante a celebração Eucarística na Paróquia São Sebastião, em Oliveira, quando esta comunidade se preparava para a ordenação do Pe. Vanir José de Oliveira. Os ministérios foram conferidos pelo nosso querido hoje bispo emérito de Oliveira Dom Francisco Barroso Filho. Em 05 de julho de 1986, na Paróquia Nossa Senhora do Bom Sucesso, em Bom Sucesso foi ordenado Diácono, pela imposição das mãos de Dom Francisco Barroso, nesta mesma celebração também era ordenado também Diácono Antônio Carlos.

Durante o curso de teologia em caratinga foi convidado pelo Padre Reitor para assumir as aulas de História da Filosofia e lecionou esta matéria durante dois anos.

Como diácono continuou seus estudos teológicos exercendo o ministérios do diaconato na Paróquia Santo Estevão, em Iapu, na Diocese de Caratinga, orientado pelo saudoso amigo Pe. João Geraldo Rodrigues (Pe. Joãzinho). Durante as férias ajudava nas paróquias da Diocese de Oliveira.

Em 1987, termina o curso de teologia e tem a sua ordenação marcada para o dia 06 de fevereiro de 1988, celebração esta que aconteceu em Cristais, em frente à Matriz de Nossa Senhora da Ajuda, é o primeiro padre ordenado naquela cidade. Ordenou-o sacerdote Dom Francisco Barroso Filho. Escolheu como lema de sua ordenação o texto de Isaías: “Eu te chamei pelo nome. Tu és meu” (Is 43,1).

Juntamente com Pe. Carlinhos iniciou a organização do Instituto Betânia na Diocese de Oliveira. Hoje Associação Particular de Leigos. Com o acúmulo de funções teve de se afastar.

Sua primeira Paróquia foi Nossa Senhora do Desterro, em Desterro de Entre Rios, onde trabalhou durante quatro anos e 11 meses. Em fevereiro de 1989 assume o cargo de reitor do seminário Nossa Senhora de Oliveira, recém criado por Dom Barroso. Exerceu as duas funções de Reitor e Pároco durante seis anos, dividindo os dias da semana e os finais semana como formador e pároco, viajando de ônibus de Desterro de Entre Rios a Belo Horizonte e vice-versa Depois de quatro anos e onze meses em Desterro de Entre Rios, foi transferido para a Paróquia São João Batista, no distrito de Morro do Ferro, onde permanece por dois anos, permanecendo na função de Reitor do Seminário..

Com a saída dos Padres da Ordem de Santa Cruz da Paróquia do Senhor Bom Jesus de Campo Belo foi designado por Dom Francisco Barroso, pároco da dita Paróquia onde trabalhou por três anos. Aí reorganizou a Festa do Senhor Bom Jesus; adquiriu a Casa Paroquial com a colaboração de muitos amigos e paroquianos; recebeu em doação o lote e deu início à construção da igreja e do Salão Paroquial de São Francisco, adquiriu o lote e deu início à construção do Centro Catequético-Pastoral “Pe. Pedro”, na comunidade Nossa Senhora Aparecida (Cruzeiro), adquiriu e marcou com a Cruz lote da igreja de São José; promoveu e incentivou a ampliação da igreja de Nossa Senhora do Carmo, quando já vislumbrava a possibilidade de uma futura Paróquia.

Ao final de três anos de trabalho foi transferido para a Paróquia São Sebastião, em Oliveira, assumindo também a Capelania das Irmãs Escolápias onde permaneceu até o dia 25 de fevereiro deste. Na paróquia São Sebastião ficou três anos, assumindo depois deste período no dia 07 de junho de 2003 tomou posse como pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Santuário Diocesano), de onde saiu transferido para a Paróquia Nossa Senhora do Carmo, em Campo Belo.

Quando pároco de São Sebastião passou por um transplante renal, que com a graça de Deus já fazem oito anos muito bem sucedido. Uma graça de Deus e a solidariedade e generosidade de quem lhe fez a doação.

Pe. Donizete durantes estes 23 anos de Pároco foi Coordenador Diocesano da Pastoral Litúrgica (desde o 1º ano de teologia, isto é, antes de sido ordenado). Nesta função ficou durante 17 anos, tempo em que promoveu a pastoral litúrgica através de encontros, cursos de liturgia e de canto, etc. Representou a Diocese neste setor no Regional leste II da CNBB; fez parte da Equipe Regional de Animação Litúrgica.  Participou do Curso de reciclagem em Liturgia promovido pelo Regional; participou do primeiro Curso de Regional de reciclagem do Clero, em Belo Horizonte. Como Reitor do Seminário participou de cursos e encontros da OSIB (Organização dos Seminários e Institutos do Brasil), foi secretário e presidente da OSIB Nacional e Regional, respectivamente.

Com a nomeação do Pe. Miguel Ângelo Freitas Ribeiro como bispo de Tocantinópolis (TO), foi nomeado por Dom Barroso, Assessor Diocesano de Pastoral, acumulando durante algum tempo também a Pastoral Litúrgica e mais tarde como Ecônomo da Diocese. Assumiu ainda, a pedido de Dom Francisco o Apostolado da Oração, como Diretor Diocesano, e o Movimento da Campanha da Mãe Peregrina Shoenstatt.  Foi membro do Colégio de Consultores e do Conselho de Pastoral. Fez parte da Comissão Diocesana de Pastoral. Integrou até Equipe de elaboração do semanário Litúrgico da Diocese “Celebrar”.

No dia 07 de junho de 2003 tomou posse como pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Santuário Diocesano). Nesta paróquia solenizou a celebração do Jubileu de Nossa Senhora Aparecida, fazendo com que nos últimos anos cerca de 20 mil pessoas passam pelo Santuário. Construiu a Casa paroquial, reestruturou o Escritório da Paróquia.

Pe. Donizete e sua mãezinha D.ª Zica

 

 

 

 

 

 

<< Voltar

 

 

free counters